Início > Team Foundation > Diferenciando TFS On Premise e Cloud

Diferenciando TFS On Premise e Cloud

Resolvi escrever este post para ajudar você a definir qual “modelo” de TFS está mais adequado às necessidades da empresa na hora da adoção.

Primeiro, um pouco de definição para ajudar nas futuras discussões.

Team Foundation Server: Software que gerencia o ciclo de vida de uma aplicação desde a sua concepção até a fase de entrega. Contendo por exemplo: gerenciamento de tarefas e bugs, controle de versão, suporte a testes e relatórios para visualizar a qualidade e produtividade do software/equipe. O modelo de comercialização é baseado em licença.

Team Foundation Service: Basicamente o mesmo software (Team Foundation Server), porém com algumas limitações e disponibilizado na nuvem. O modelo de comercialização é baseado em SaaS, ou seja, a empresa paga por tempo de utilização.

Segue abaixo uma breve análise sobre os pontos positivos e negativos que devem ser observados antes de adotar o Team Foundation Service.

Pontos positivos:

  • Não é necessário investimento para manter o hardware dentro da empresa
  • Elimina todos os gastos relacionados a instalação e manutenção de software
  • Fácil acesso aos fontes a partir de qualquer rede contanto que haja uma conexão estável a internet
  • Novas instancias para projetos podem ser criadas rapidamente sem que seja gasto tempo para provisionamento de hardware
  • Aproveita os benefícios da infraestrutura dos Data Centers Microsoft Azure, como disaster recovery e segurança física.

Pontos negativos:

  • Não é possível trabalhar com Process Template (Workflow para o ciclo de vida do projeto) customizado.
  • Não possui integração nativa com SQL Server Reporting Services e Analisas Services (Cubo OLAP) impossibilitando a criação de relatórios personalizados úteis para o gerenciamento do projeto
  • Não possui integração nativa com o SharePoint impossibilitando a criação de portais específicos para acompanhamento do projeto
  • Não pode ser utilizada a autenticação integrada ao AD (Active Directory), ou seja, deve ser utilizada autenticação Windows Live ID (Microsoft/Hotmail)
  • Não é possível fazer backups de pontos específicos
  • Não é possível fazer deploy automatizados.

Veja mais em: http://franciscogoncalves.com

Categorias:Team Foundation
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: